O QUE É E PRA QUE SERVE UMA JUNTA DE DILATAÇÃO EM FACHADAS DE ACM?

As chapas de ACM, apesar de virem de fábrica em grandes dimensões com chapas podendo chegar a 1,5m de largura por 5m de comprimento, não podem ou, pelo menos, não deveriam ser instaladas com todo esse tamanho.


E o que mais as pessoas me perguntam é justamente isso... Se as chapas de ACM vem em grandes formatos, por que eu não posso instala-las por inteiro?


São vários os fatores que te impedem de instalar uma chapa de ACM inteira na fachada do seu cliente, sendo que eu vou te contar quais são os principais deles:


O primeiro é que transportar, manusear e içar em alturas que podem chegar a vários metros do chão uma chapa maleável com 5 metros de comprimento pode ser bastante complicado e perigoso.


O segundo é que você prover de maneiras e saídas técnicas pra prender uma chapa desse tamanho lá em cima de modo a suportar ventos, o seu próprio peso e demais pressões é um trabalho de engenharia.


O terceiro é que uma chapa de ACM, em dimensões muito grandes, passa a não ser mais autoportante, tendendo a se curvar ou embarrigar devido ao próprio peso. E em uma instalação, a "amarração" de uma chapa pelas suas bordas é muito mais eficiente do que pelo seu centro.


O quarto motivo é pra mim um dos mais importantes, porém, infelizmente, é um item muito negligenciado em projetos e instalações de fachadas.


A chapa de ACM, assim como qualquer outro material, tem suas dimensões alteradas de acordo com a temperatura ambiente em que for instalada. Se estiver sol ela expande, se estiver chovendo ela contrai.


Quanto maior o pedaço de chapa, maior é essa dilatação. Dividir as chapas em pequenos pedaços é uma maneira viável e eficiente de contornar este problema.


Não prever espaços para esta dilatação quando estas chapas forem instaladas em ambiente externos é assumir o risco de ver a fachada toda embarrigada em pouco tempo. Aliás, este é um dos principais problemas que encontramos em fachadas por aí!


Fora o risco de que a pressão ocasionada de uma chapa contra a outra pode provocar até o desplacamento de uma chapa do restante da fachada.


Bom, então é importante que fique algo bem claro pra você daqui pra frente: uma fachada de ACM, não importando o seu tamanho, deve ser confeccionada utilizando-se pequenos trechos de chapa.


O ponto de união destes pequenos trechos de chapa chamamos de junta de dilatação, ou simplesmente de junta.


Mas afinal, o que é Junta de dilatação?


Este termo "dilatação" se refere ao fato de que aproveitamos estes pequenos espaços que ficam entre as chapas para possibilitar a dilatação do ACM, que é ocasionado pela variação de temperatura.


Se a instalação do ACM é interna e não sofre uma variação de temperatura considerável, você pode instalar as chapas sem a junta, ou seja, encostadas umas nas outras.


Agora, para aplicações externas, a variação de temperatura vai acontecer, produzindo variações de dimensão não só nas chapas de ACM mas também em todos os materiais a sua volta (concreto, estrutura metálica, etc).


Isso significa que em dias chuvosos ou em dias ensolarados as chapas vão ter comportamentos distintos e as juntas servem justamente para absorver estas variações.


Para estes casos, as juntas sem o espaço para dilatação não poderão ser utilizadas.


Para aplicações externas, os dois principais tipos de junta que poderão ser utilizados são a "junta selada" e a "junta sem selante".


Bom, os nomes delas já sugerem como são feitas. No caso da junta selada, no espaço entre uma placa e outra é adicionado um selante.


Este selante terá várias funções, sendo que as principais são isolar a parte interna da fachada de poeira e umidade e servir como um acabamento estético, escondendo a estrutura metálica de fundo e os parafusos e rebites necessários na montagem do revestimento.


O segundo tipo, a junta sem selante, não é utilizado nenhum selante entre as chapas.


Esse tipo de acabamento pode ser utilizado quando se deseja dar outros tipos de acabamento, como estes logo abaixo, onde uma outra folha de ACM fica na parte de trás da peça dando o acabamento.


Esta técnica, quando feita da maneira correta, consegue produzir um excelente acabamento, aumentando e muito as possibilidades da instalação, sem ficar se preocupando o silicone.


Bom, agora que você já sabe o que é uma junta de dilatação e de como você pode utiliza-la em seus projetos, eu preparei um E-book pra você, te explicando de maneira bastante direta e objetiva o que é o ACM e de como ele pode ajudar o seu negócio.


Se você acha que estas informações são importantes pra que outras pessoas saibam, não deixe de compartilhar este artigo.

Facebook

Google+


Fique por dentro das novidades que vamos trazer semanalmente aqui no blog e no nosso Canal do Youtube. Pra isso, não deixe de se inscrever no botão abaixo!

Quer ser avisado quando um novo conteúdo entrar no ar? Coloque seu email abaixo para receber gratuitamente as atualizações do Blog.

Não se preocupe. Assim como você, também odiamos spam.

CONECTE-SE CONOSCO

Facebook

YouTube

SMARTLED - Todos os Direitos Reservados.